MARQUE NA SUA AGENDA! 15 A 17 DE SETEMBRO DE 2022 - EVENTO ONLINE


dias


horas


minutos

Programação

15 DE SETEMBRO | QUINTA-FEIRA


Dia 15 de setembro de 2022 - 08:00 às 12h
Certificado com Carga horária = 4 horas

Coordenador: Mário Borges Rosa (MG)

Ementa: Conceitos e panorama dos erros de medicação; cultura justa e cultura de segurança. manejo do erro humano; processo “disclosure”; protocolos básicos de segurança do paciente; prevenção de erros de medicação.

Público-alvo: profissionais que atuam no setor da saúde, lideranças, gestores e estudantes de graduação e pós-graduação.

Abertura (10min) - Facilitador: Mario Borges Rosa
● Agenda do curso

Parte I (40min) - Facilitadoras: Cristiane Rezende e Kirla Detoni
● Segurança do Paciente e erros de medicação: panorama e conceitos.

Parte II (1hr20min) - Facilitadoras: Cristiane Rezende e Kirla Detoni
● Protocolos Básicos de Segurança do Paciente.
● O terceiro desafio global de segurança do paciente: medicação sem danos.
● Prioridades para prevenção de erros de medicação.

Intervalo (15min)

Parte III (1hr30min) - Facilitadoras: Cristiane Rezende e Kirla Detoni
● Estratégias de prevenção de erros de medicação.
● Estratégias para a implantação e indicadores do Protocolo de segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos.

Encerramento (5min) - Facilitadoras: Cristiane Rezende e Kirla Detoni

Referências:
● World Health Organization. WHO launches global effort to halve medication-related errors in 5 years [Internet]. Geneva: World Health Organization, 2017. [acesso em jul 2022]. Disponível em: https://www.who.int/news/item/29-03-2017-who-launches-global-effort-to-halve-medication-related-errors-in-5-years.
● World Health Organization. Medication without harm - global patient safety challenge on medication safety [Internet] Geneva: World Health Organization, 2017. [acesso em jul 2022] Disponível em: https://www.who.int/initiatives/medication-without-harm.
● Instituto para Práticas Seguras no Uso de Medicamentos. Desafio global de segurança do paciente: medicação sem danos [Internet]. Boletim ISMP Brasil. 2018;7(1):1-8. [acesso em jul 2022] Disponível em: https://www.ismp-brasil.org/site/wp-content/uploads/2018/02/ISMP_Brasil_Desafio_Global.pdf.
● Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.095 de 24 de setembro de 2013. Aprova os Protocolos Básicos de Segurança do Paciente. Anexo 03: Protocolo de segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos. Diário Oficial da União. 2013.
● Instituto para Práticas Seguras no Uso de Medicamentos. Prevenção de erros de medicação na transição do cuidado [Internet]. Boletim ISMP Brasil. 2019;8(2):1-11. [acesso em jul 2022]. Disponível em: https://www.ismp-brasil.org/site/wp-content/uploads/2019/04/boletim_ismp_30a_edicao.pdf

• Curso 1
08:00-12:00 CURSO: 1- SEGURANÇA EM MEDICAMENTOS 
- Coordenador: Mario Borges Rosa (MG)
08:00 / 08:10 - Abertura - Facilitador: Mario Borges Rosa (MG)
08:10 / 08:50 - Parte I -
- Facilitadora: Cristiane de Paula Rezende (MG)
- Facilitadora: Kirla Barbosa Detoni (MG)
08:50 / 10:10 - Parte II -
- Facilitadora: Cristiane de Paula Rezende (MG)
- Facilitadora: Kirla Barbosa Detoni (MG)
10:10 / 10:25 - Intervalo -
10:25 / 11:55 - Parte III -
- Facilitadora: Cristiane de Paula Rezende (MG)
- Facilitadora: Kirla Barbosa Detoni (MG)
11:55 / 12:00 - Encerramento -
- Facilitadora: Cristiane de Paula Rezende (MG)
- Facilitadora: Kirla Barbosa Detoni (MG)

Dia 15 de setembro de 2022 - 08:00 às 12h
Certificado com Carga horária = 4 horas

Coordenador: Luís Antônio Diego (RJ)

Ementa: Apresentar os princípios básicos da Segurança do Paciente durante a prática anestesiológica, considerando a especialidade inserida no contexto perioperatório e seu engajamento na gestão do centro cirúrgico.
Promover o debate sobre o caráter multidisciplinar no qual a especialidade se insere, em destaque nos momentos de maior sinergismo entre os profissionais, com o objetivo de assegurar a aplicabilidade das boas práticas da especialidade em conformidade com as premissas institucionais e a experiência do paciente.

Público-alvo: profissionais que atuam no setor da saúde em qualquer nível.

Conteúdo programático:
Abertura (15 mins) - Facilitador: Luís Antônio Diego

Anestesia Segura (1h15min) - Facilitadores: André Ottoboni, Luis Antonio Diego, Regiane Xavier e Alexandra Assad
• Aspectos regulatórios para a Anestesia
• A avaliação pré-anestésica (consulta, visita, teleconsulta, LGPD, TCLE)
• Anestesia e a segurança de medicamentos (protocolos, identificação
• A comunicação na SO e a importância da LVSC
• A Sala de Recuperação Anestésica
• Debate

Intervalo (10min)

Anestesia e a Gestão da Qualidade (mentimeter) (1hr40min) - Facilitadores: Luís Antônio Diego, Ana Flávia Coutinho, André Ottoboni e Luiz Fernando Falcão
• Acreditação dos Serviços de Anestesia
• Eventos adversos em anestesia e indicadores
• Segurança anestésica em procedimentos fora do centro cirúrgico
• ERAS
• Debate

Encerramento (10min) - Facilitador: Luís Antônio Diego

• Curso 2
08:00-12:00 CURSO: 2- QUALIDADE E SEGURANÇA EM ANESTESIA 
- Coordenador: Luis Antonio dos Santos Diego (RJ)
8:00 / 8:15 - Abertura - Facilitador: Luis Antonio dos Santos Diego (RJ)
8:15 / 10:00 - Anestesia Segura -
- Facilitador: Andre Luis Ottoboni (SP)
- Facilitador: Luis Antonio dos Santos Diego (RJ)
- Facilitadora: Regiane Xavier (SP)
- Facilitadora: Alexandra Rezende Assad (RJ)
10:00 / 10:10 - Intervalo -
10:10 / 11:50 - Anestesia e a Gestão da Qualidade (mentimeter) -
- Facilitador: Luis Antonio dos Santos Diego (RJ)
- Facilitadora: Ana Flávia Pereira Coutinho (SP)
- Facilitador: Andre Luis Ottoboni (SP)
- Facilitador: Luiz Fernando dos Reis Falcão (SP)
11:50 / 12:00 - Encerramento - Facilitador: Luis Antonio dos Santos Diego (RJ)

Dia 15 de setembro de 2022 - 14:00 às 18h
Certificado com Carga horária = 4 horas

Coordenadora: Bárbara Caldas (RJ) e Gilvane Lolato (DF)

Ementa: apresentar, de forma objetiva, os resultados da Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente; levantar os principais obstáculos para a consolidação da cultura de segurança nas organizações de saúde; compreender como estruturar projetos de melhoria para fortalecer a cultura de segurança.

Público-alvo: profissionais que atuam no setor saúde, independente da formação, interessados em conhecer estratégias e mudanças para fortalecer a cultura de segurança a partir da sua avaliação

Conteúdo programático:
Abertura (10min) - Facilitadora: Janaína Regis
● Agenda do curso
● Conhecendo o perfil dos participantes

Referencial teórico para o fortalecimento da cultura de segurança (40min) - Facilitadora: Bárbara Caldas
● Cultura de segurança
● Modelo enabling enacting elaborating a safety culture

Cultura de segurança do Paciente em hospitais brasileiros (30min) - Facilitadora: Janaína Regis
● Considerações sobre a avaliação da cultura de segurança
● Resultados da Avaliação Nacional da Cultura de Segurança do Paciente em Hospitais - 2021

Intervalo (10min)

Como implantar mudanças efetivas (40min) - Facilitadora: Gilvane Lolato
● Métodos de melhoria para fortalecer a cultura de segurança
● Sistema de conhecimento profundo do Deming com os 4 pontos (visão sistêmica, psicologia da mudança, interpretação da variação e teoria do conhecimento)

Atividade (40min) - Facilitadoras: Bárbara Caldas, Janaína Regis e Gilvane Lolato
● Divisão da turma em grupos por dimensão mais fragilizada com base nos resultados apresentados
● Proposta de que cada grupo levante as causas, identifique as mudanças e defina as formas de mensuração
● Toda a atividade terá por base uma folha de instrução e roteiro

Momento de discussão (40min)
● Apresentação de grupos voluntários para discussão

Encerramento (10min) - Facilitadora: Janaína Regis

Referências:
● Singer SJ, Vogus TJ. Reducing hospital errors: interventions that build safety culture. Annu Rev Public Health. 2013;34:373-396. doi:10.1146/annurev-publhealth-031912-114439
● Reis CT, Paiva SG, Sousa P. The patient safety culture: a systematic review by characteristics of Hospital Survey on Patient Safety Culture dimensions. Int J Qual Health Care. 2018;30(9):660-677. doi:10.1093/intqhc/mzy080
● Brasil. Anvisa. Avaliação Nacional da Cultura de Segurança do Paciente em Hospitais – 2021. Brasília, 2022.
● Langley GJ, Moen R, Nolan KM, et al. The improvement guide: a practical approach to enhancing organizational performance. 2nd edn. San Francisco, CA: Jossey-Bass Publishers, 2009.
● Perla RJ, Provost LP, Parry GJ. Seven propositions of the Science of Improvement: exploring foundations. Q Manage Health Care 2013;22:179–86.

• Curso 3
14:00-18:00 CURSO: 3- PRÁTICAS PARA A SEGURANÇA DO PACIENTE EM DIÁLOGO COM O FORTALECIMENTO DA CULTURA DE SEGURANÇA 
- Coordenadora: Bárbara Do Nascimento Caldas (RJ)
- Coordenador: Gilvane Lolato (DF)
14:00 / 14:10 - Abertura - Facilitadora: Janaina Regis Lemos Barbosa (BA)
14:10 / 14:50 - Referencial teórico para o fortalecimento da cultura de segurança - Facilitadora: Bárbara Do Nascimento Caldas (RJ)
14:50 / 15:20 - Cultura de segurança do Paciente em hospitais brasileiros - Facilitadora: Janaina Regis Lemos Barbosa (BA)
15:20 / 15:30 - Intervalo -
15:30 / 16:10 - Como implantar mudanças efetivas - Facilitadora: Gilvane Lolato (DF)
16:10 / 16:50 - Atividade -
- Facilitadora: Bárbara Do Nascimento Caldas (RJ)
- Facilitadora: Janaina Regis Lemos Barbosa (BA)
- Facilitadora: Gilvane Lolato (DF)
16:50 / 17:30 - Momento de discussão -
17:30 / 17:40 - Encerramento - Facilitadora: Janaina Regis Lemos Barbosa (BA)

Dia 15 de setembro de 2022 - 08:00 às 12h
Certificado com Carga horária = 4 horas

Coordenadora: Kelly Cristina Rodrigues (SP)

Ementa: a importância de desenvolver relacionamentos com a Comunidade; como envolver os pacientes e familiares para relacionamentos eficazes em projetos de cocriação; quais os pontos fundamentais de cocriação; estruturando grupos focais (Do recrutamento a execução); quando formar Conselho de Pacientes e considerações relevantes.

Público-alvo: profissionais que atuam no setor da saúde, lideranças e gestores. Curso desenvolvido para todos que desejam entender e transformar a experiência dos pacientes nas organizações de saúde através do olhar de “fora para dentro”, trazendo “insights” do que realmente importa para o paciente.

Conteúdo programático
Abertura (10min) - Facilitadora: Kelly Cristina Rodrigues
● Agenda do curso
● Aprender como estruturar o processo de cocriação e saber qual o momento adequado para estruturar um Conselho de Pacientes.

Formas de cocriação (ferramentas). (1h30) - Facilitadora: Kelly Cristina Rodrigues
● A importância de desenvolver relacionamentos com a Comunidade.
● Como envolver os pacientes e familiares para relacionamentos eficazes em projetos de cocriação.
● Quais os pontos fundamentais de cocriação.

Intervalo (15min)

Como estruturar grupos focais. Como recrutar pacientes para os processos de cocriação. Quando é a hora de estruturar Conselhos de Pacientes. (2h) - Facilitadora: Kelly Cristina Rodrigues
• Estruturando grupos focais (Do recrutamento a execução). (30 m)
• Atividade: Colocando a teoria em prática (1 hora)
• Quando começar Conselho de Pacientes e considerações relevantes. (30 m)

Encerramento (5min) - Facilitadora: Kelly Cristina Rodrigues

Referências:
• The Putting Patients First Field Guide: Global Lessons in Designing and Implementing Patient-Centered Care 1st Edition
by Planetree Foundation (Author), Susan B. Frampton (Editor), Patrick A. Charmel (Editor), Sara Guastello (Editor)
• Customer Value Co-Creation – Powering the Future through Strategic Relationship Management – Bernard Quancard
• Collaboration and Co-Creation – New Platforms for Marketing and Innovation – Gaurav Bhalla

• Curso 4
08:00-12:00 CURSO: 4- COMO COCRIAR COM PACIENTES 
- Coordenadora: Kelly Cristina Rodrigues (SP)
08:00 / 08:10 - Abertura - Facilitadora: Kelly Cristina Rodrigues (SP)
08:10 / 09:40 - Formas de cocriação (ferramentas). - Facilitadora: Kelly Cristina Rodrigues (SP)
09:40 / 09:55 - Intervalo -
09:55 / 11:55 - Como estruturar grupos focais. Como recrutar pacientes para os processos de cocriação. Quando é a hora de estruturar Conselhos de Pacientes. - Facilitadora: Kelly Cristina Rodrigues (SP)
11:55 / 12:00 - Encerramento -

Dia 15 de setembro de 2022 - 08:00 às 12h
Certificado com Carga horária = 4 horas

Coordenadora: Janete de Souza Urbanetto

Público-alvo: profissionais que atuam na área da saúde e educadores

Abertura (10min)
● Apresentação da agenda do curso

Facilitadoras: Simone de Godoy Costa e Kelly Graziani Giacchero Vedan
● Introdução a simulação realística (20min)
● Etapas da simulação realística (20min)

Facilitadoras: Simone de Godoy Costa e Kelly Graziani Giacchero Vedan
● Construção de cenários de simulação (30min)

Intervalo (15min)

Facilitadoras: Simone de Godoy Costa e Kelly Graziani Giacchero Vedan
● Validação de cenários de simulação (30min)

Facilitadoras: Simone de Godoy Costa e Kelly Graziani Giacchero Vedan
● Debriefing (1hr)

Facilitadoras: Simone de Godoy Costa e Kelly Graziani Giacchero Vedan
● Discussão de experiências e esclarecimento de dúvidas (45min)

Encerramento (10min)

Referências:
● INACSL Standards Committee (2016, December). INACSL standards of best practice: SimulationSM Simulation design. Clinical Simulation in Nursing, 12(S), S5-S12.
● World Health Organization & WHO Patient Safety. (‎2011)‎. Patient safety curriculum guide: multi-professional edition. World Health Organization. https://apps.who.int/iris/handle/10665/44641.

• Curso 5
08:00-12:00 CURSO: 5- A SIMULAÇÃO REALÍSTICA COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO EM SEGURANÇA DO PACIENTE 
- Coordenadora: Janete de Souza Urbanetto (RS)
08:00 / 08:10 - Abertura -
08:10 / 08:30 - Introdução a simulação realística -
- Facilitadora: Simone de Godoy Costa (SP)
- Facilitadora: Kelly Graziani Giacchero Vedana (SP)
08:30 / 08:50 - Etapas da simulação realística -
- Facilitadora: Simone de Godoy Costa (SP)
- Facilitadora: Kelly Graziani Giacchero Vedana (SP)
08:50 / 09:20 - Construção de cenários de simulação -
- Facilitadora: Simone de Godoy Costa (SP)
- Facilitadora: Kelly Graziani Giacchero Vedana (SP)
09:20 / 09:35 - Intervalo -
09:35 / 10:05 - Validação de cenários de simulação -
- Facilitadora: Simone de Godoy Costa (SP)
- Facilitadora: Kelly Graziani Giacchero Vedana (SP)
10:05 / 11:05 - Debriefing -
- Facilitadora: Simone de Godoy Costa (SP)
- Facilitadora: Kelly Graziani Giacchero Vedana (SP)
11:05 / 11:50 - Discussão de experiências e esclarecimento de dúvidas -
- Facilitadora: Simone de Godoy Costa (SP)
- Facilitadora: Kelly Graziani Giacchero Vedana (SP)
11:50 / 12:00 - Encerramento -

Dia 15 de setembro de 2022 - 14:00 às 18:00
Certificado com Carga horária = 4 horas

Coordenadora: Paola Andreoli

Ementa: A adoção de prática de gestão da qualidade e governança por serviços de saúde permite um melhor direcionamento de esforços, melhor desempenho na implementação de ferramentas, estratégias, diretrizes e políticas, bem como em fornecer uma visão de caminhos futuros tendo como foco os objetivos organizacionais para a segurança do paciente. Experiências internacionais e nacionais têm demonstrado que a aplicação de práticas de governança eleva a visão das instituições e entidades para além de uma perspectiva meramente financeira.
A implantação de mecanismos de gestão, que inclua práticas de gestão da qualidade e governança, no entanto, ainda é incipiente e demanda a adoção de premissas como: visão de futuro, diretrizes, métodos de controle, processos para planejamento e melhoria, hierarquização das decisões, engajamento de partes interessadas e políticas. O presente curso pretende apresentar ferramentas e estratégias de gestão que permitam ser implantadas no nível dos serviços de saúde. Serão apresentados modelos internacionais de gestão da qualidade e segurança do paciente, bem como modelos de governança que podem ser incorporados à gestão de serviços de saúde.

Conteúdo programático:
Abertura (10min) - Facilitadora: Paola Andreoli
● Agenda do curso
● Conhecendo o perfil dos participantes


● Sistemas de gestão da qualidade e segurança do paciente e seus direcionadores de governança (30min) - Facilitadora: Paola Andreoli

● Modelos internacionais de sistema de gestão de qualidade em serviços de saúde (30min)

Atividade (30min) - Facilitadoras: Flávia, Priscila, Ana Paula, Maria de Lourdes
● Divisão da turma em grupos: Quais os direcionadores do sistema de gestão da sua unidade?

Intervalo (10min)

● Modelos internacionais de sistema de gestão de segurança do paciente em serviços de saúde (30min)

Atividade (30min) - Facilitadoras: Flávia, Priscila, Ana Paula, Maria de Lourdes
● Divisão da turma em grupos: Qual a principal dificuldade encontrada nos serviços de saúde, para o desenvolvimento de um sistema de gestão eficiente?

Atividade (10min) - Facilitadoras: Paola, Flávia, Priscila, Ana Paula, Maria de Lourdes
● Eleição da principal dificuldade encontrada na maioria dos grupos

● Ferramentas e estratégias para ultrapassar as dificuldades encontradas na gestão da qualidade e segurança do paciente nos serviços de saúde (30min) - Facilitadora: Elenara Ribas

● Governança Clínica: Como harmonizar as práticas de governança clínica com a governança de qualidade e segurança do paciente? (20min) - Facilitadora: Laura Schiesari

Encerramento (10min) - Facilitadora: Paola Andreoli

• Curso 6
14:00-18:00 CURSO: 6- ESTRATÉGIAS PARA FORTALECIMENTO DA GESTÃO DA QUALIDADE DA ASSISTÊNCIA E SEGURANÇA DO PACIENTE 
- Coordenadora: Paola Andreoli (SP)
14:00 / 14:10 - Abertura - Facilitadora: Paola Andreoli (SP)
14:10 / 14:40 - Sistemas de gestão da qualidade e segurança do paciente e seus direcionadores de governança - Facilitadora: Paola Andreoli (SP)
14:40 / 15:10 - Modelos internacionais de sistema de gestão de qualidade em serviços de saúde -
15:10 / 15:40 - Atividade -
- Facilitadora: Flavia Giron Camerini (RJ)
- Facilitadora: Priscila Helena Marietto Figueira (RJ)
- Facilitadora: Ana Paula de Almeida Queiroz (RJ)
- Facilitadora: Maria de Lourdes de Oliveira Moura (RJ)
15:40 / 15:50 - Intervalo -
15:50 / 16:20 - Modelos internacionais de sistema de gestão de segurança do paciente em serviços de saúde -
16:20 / 16:50 - Atividade -
- Facilitadora: Flavia Giron Camerini (RJ)
- Facilitadora: Priscila Helena Marietto Figueira (RJ)
- Facilitadora: Ana Paula de Almeida Queiroz (RJ)
- Facilitadora: Maria de Lourdes de Oliveira Moura (RJ)
16:50 / 17:00 - Atividade -
- Facilitadora: Paola Andreoli (SP)
- Facilitadora: Flavia Giron Camerini (RJ)
- Facilitadora: Ana Paula de Almeida Queiroz (RJ)
- Facilitadora: Maria de Lourdes de Oliveira Moura (RJ)
17:00 / 17:30 - Ferramentas e estratégias para ultrapassar as dificuldades encontradas na gestão da qualidade e segurança do paciente nos serviços de saúde - Facilitadora: Elenara Oliveira Ribas (RS)
17:30 / 17:50 - Governança Clínica: Como harmonizar as práticas de governança clínica com a governança de qualidade e segurança do paciente? - Facilitadora: Laura Schiesari (SP)
17:50 / 18:00 - Enceramento - Facilitadora: Paola Andreoli (SP)

Dia 15 de setembro de 2022 - 08:00 às 18:00h
Certificado com Carga horária = 8 horas

Coordenadora: Patrícia Shimabukuro

Ementa: Magnitude das infecções por microrganismos multirresistentes no mundo e no Brasil; definição de cenários de risco sanitário; autoavaliação e diagnóstico situacional; ferramenta de planejamento; oficina para construção de Plano para Prevenção e Controle de Infecções por MR.

Público-alvo: profissionais de saúde que atuem em Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), Núcleo de Segurança do Paciente (NSP), Vigilância Epidemiológica Hospitalar (VEH), farmácia, laboratório de microbiologia, setor de qualidade, gestão de riscos e serviços assistenciais de unidades de saúde.

Abertura (10 min) - Facilitadora: Patrícia Shimabukuro
● Agenda do curso

Cenário das infecções por MR (1hr) - Facilitadora: Claudia Vidal
● Magnitude das IRAS por MR no mundo / Microrganismos multirresistentes de interesse em saúde pública
● Epidemiologia das IRAS por MDR no Brasil

PLACON-RM (1hr) - Facilitadora: Mara Rúbia Santos Gonçalves
● Contextualização do PLACON-RM
● Níveis de resposta do Estado/Município– cenários de Risco Sanitário 1, 2, 3
● Definir cenário de Risco Sanitário do Serviço de Saúde

Como elaborar um Plano para Controle e Prevenção de Infecções por microrganismos MR
Parte 1 (hr50min) - Facilitadoras: Ana Maria Viegas Tristão e Patrícia Shimabukuro
● Constituir a equipe
● Como classificar o cenário de Risco Sanitário do serviço de saúde
● Análise situacional / autoavaliação das medidas para prevenção, diagnóstico, controle e vigilância de IRAS

Intervalo (2hr)

Como elaborar um Plano para Controle e Prevenção de Infecções por microrganismos MR
Parte 2 (hr30min) - Facilitadoras: Ana Maria Viegas Tristão, Claudia Vidal, Maria de Lourdes Moura e Patrícia Shimabukuro
● Ferramenta de planejamento
● Exercício de elaboração

Apresentação e debate dos planos (1hr) - Facilitadora: Ana Maria Viegas Tristão, Claudia Vidal, Maria de Lourdes Moura e Patrícia Shimabukuro
● Apresentação dos trabalhos dos grupos
● Discussão

Avaliação do curso (15min) - Facilitadora: Ana Maria Viegas Tristão, Claudia Vidal, Maria de Lourdes Moura e Patrícia Shimabukuro
● Aplicação de formulário de avaliação

Encerramento (10min) - Facilitadoras: Ana Maria Viegas Tristão, Claudia Vidal, Maria de Lourdes Moura e Patrícia Shimabukuro

Referências:
● Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Plano de Contingência Nacional para Infecções causadas por Microrganismos Multirresistentes em Serviços de Saúde. PLACON-RM. Brasília, 09 de novembro de 2021.
● Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Prevenção de infecções por microrganismos multirresistentes em serviços de saúde. Caderno 10, Série Segurança do Paciente e Qualidade em Serviços de Saúde, 2021. Disponível em: https://www.gov.br/anvisa/ptbr/centraisdeconteudo/publicacoes/servicosdesaude/publicacoes/manualprevencao-
de-multirresistentes7.pdf.
· Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Microbiologia Clínica para o Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde. Módulo 10 – Detecção dos Principais Mecanismos de Resistência Bacteriana aos Antimicrobianos pelo Laboratório de Microbiologia Clínica/Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Brasília: Anvisa, 2020. 160p.: il.10 volumes. Disponível em:
https://www.gov.br/anvisa/ptbr/centraisdeconteudo/publicacoes/servicosdesaude/publicacoes/modulo-10_manual-de-microbiologia.pdf.
● BsCAST. Brazilian Committee on Antimicrobial Susceptibility Testing. Tabelas de pontos de corte para interpretação de CIMs e diâmetros de halos. Versão válida a partir de 14-04-2022. http://brcast.org.br/documentos/
● BrCAST. Brazilian Committee on Antimicrobial Susceptibility Testing. http://brcast.org.br/
● CDC. COVID-19: U.S. Impact on Antimicrobial Resistance, Special Report 2022. Atlanta, GA: U.S. Department of Health and Human Services, CDC; 2022. https://www.cdc.gov/drugresistance/covid19.html
● Rio de Janeiro. Governo do Estado. Secretaria de Estado de Saúde. Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde. Plano de Contingência do Estado do Rio de Janeiro para Infecções causadas por Microrganismos Multirresistentes em Serviços de Saúde. PLACON-RM/RJ, Junho 2022.
● WHO. WHO publishes list of bacteria for which new antibiotics are urgently needed, 2017. Disponível em: https://www.who.int/news/item/27-02-2017-whopublishes- list-of-bacteria-for-which-new-antibiotics-are-urgently-needed.
● WHO Regional Office for Europe/European Centre for Disease Prevention and Control. Antimicrobial resistance surveillance in Europe 2022 – 2020 data. Copenhagen: WHO Regional Office for Europe; 2022.

• Curso 7
08:00-18:00 CURSO: 7- PLANO PARA PREVENÇÃO E CONTROLE DE INFECÇÕES POR MICRORGANISMOS MULTIRRESISTENTES (MR) EM SERVIÇOS DE SAÚDE 
- Coordenadora: Patricia Mitsue Saruhashi Shimabukuro (SP)
08:00 / 08:10 - Abertura - Facilitadora: Patricia Mitsue Saruhashi Shimabukuro (SP)
08:10 / 09:10 - Cenário das infecções por MR - Facilitadora: Cláudia Fernanda de Lacerda Vidal (PE)
09:10 / 10:10 - PLACON-RM - Facilitadora: Mara Rúbia Santos Gonçalves (DF)
10:10 / 12:00 - Como elaborar um Plano para Controle e Prevenção de Infecções por microrganismos MR Parte 1 -
- Facilitadora: Ana Maria Viegas Tristão (MS)
- Facilitadora: Patricia Mitsue Saruhashi Shimabukuro (SP)
12:00 / 14:00 - Intervalo -
14:00 / 16:30 - Como elaborar um Plano para Controle e Prevenção de Infecções por microrganismos MR Parte 2 -
- Facilitadora: Ana Maria Viegas Tristão (MS)
- Facilitadora: Cláudia Fernanda de Lacerda Vidal (PE)
- Facilitadora: Maria de Lourdes de Oliveira Moura (RJ)
- Facilitadora: Patricia Mitsue Saruhashi Shimabukuro (SP)
16:30 / 17:30 - Apresentação e debate dos planos -
- Facilitadora: Ana Maria Viegas Tristão (MS)
- Facilitadora: Cláudia Fernanda de Lacerda Vidal (PE)
- Facilitadora: Maria de Lourdes de Oliveira Moura (RJ)
- Facilitadora: Patricia Mitsue Saruhashi Shimabukuro (SP)
17:30 / 17:45 - Avaliação do curso -
- Facilitadora: Ana Maria Viegas Tristão (MS)
- Facilitadora: Cláudia Fernanda de Lacerda Vidal (PE)
- Facilitadora: Maria de Lourdes de Oliveira Moura (RJ)
- Facilitadora: Patricia Mitsue Saruhashi Shimabukuro (SP)
17:45 / 17:55 - Encerramento -
- Facilitadora: Ana Maria Viegas Tristão (MS)
- Facilitadora: Cláudia Fernanda de Lacerda Vidal (PE)
- Facilitadora: Maria de Lourdes de Oliveira Moura (RJ)
- Facilitadora: Patricia Mitsue Saruhashi Shimabukuro (SP)

Dia 15 de setembro de 2022 - 14:00 às 18:00h
Certificado com Carga horária = 4 horas

Coordenador: Lúcio Flávio de Magalhães Brito

Ementa: planejamento das estratégias clínica, administrativa e tecnológica em hospitais e serviços de saúde; importância do projeto de arquitetura; projetos complementares e especiais; importância dos projetos da estrutura de equipamentos; importância dos processos de gestão das tecnologias; requisitos de qualidade em equipamentos de infraestrutura e equipamentos médico assistenciais.

Público-alvo: profissionais que atuam no setor saúde interessados em conhecer as estratégias clínica, administrativa e tecnológica para o planejamento de projetos de arquitetura, estrutura de equipamentos, processos de gestão de tecnologias e de qualidade em equipamentos médico assistenciais em hospitais e serviços de saúde.

Conteúdo programático
Planejamento das estratégias clínica, administrativa e tecnológica em hospitais e sistemas de saúde (30min) - Facilitador: Lúcio Flávio de Magalhães Brito
● Abordar o planejamento estratégico em saúde

Importância do projeto de arquitetura (30min) - Facilitadores: Elza Costeira e Lúcio Flávio de Magalhães Brito
● Estudo preliminar, projeto básico, projeto executivo e projeto “as built”
● Projeto executivo

Importância dos projetos complementares (30min) - Facilitadores: Elza Costeira e Lúcio Flávio de Magalhães Brito
● Construção: instalações elétricas, hidráulicas, gases, telefonia, dados, etc.

Importância dos projetos especiais (30min) - Facilitadores: Elza Costeira e Lúcio Flávio de Magalhães Brito
● Climatização
● Águas, eletricidade, gases medicinais, combate a incêndio, esterilização, etc.

Importância do projeto de estrutura de equipamentos médicos (30min) - Facilitador: Márcio Vale
● Definição das necessidades
● Especificação do equipamento
● Aquisição, recebimento, instalação e comissionamento

Importância dos processos de gestão das tecnologias (30min) - Facilitador: Ricardo Maranhão
● Formas de planejar a gestão
● Inventário
● Sistemas de controle da gestão

Requisitos de qualidade em equipamentos de infraestrutura (30min) - Facilitador: Lúcio Flávio de Magalhães Brito
● ONA, JCI, PNQ

Requisitos de qualidade em equipamentos médico assistenciais (30min) - Facilitador: Ricardo Maranhão-
● ONA, JCI, PNQ

• Curso 8
14:00-18:00 CURSO: 8- INTRODUÇÃO SOBRE ARQUITETURA E ENGENHARIA NA QUALIDADE DO CUIDADO E A SEGURANÇA DO PACIENTE – ÊNFASE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA 
- Coordenador: Lucio Flavio de Magalhães Brito (SP)
14:00 / 14:30 - Planejamento das estratégias clínica, administrativa e tecnológica em hospitais e sistemas de saúde - Facilitador: Lucio Flavio de Magalhães Brito (SP)
14:30 / 15:00 - Importância do projeto de arquitetura -
- Facilitadora: Elza Maria Alves Costeira (RJ)
- Facilitador: Lucio Flavio de Magalhães Brito (SP)
15:00 / 15:30 - Importância dos projetos complementares -
- Facilitadora: Elza Maria Alves Costeira (RJ)
- Facilitador: Lucio Flavio de Magalhães Brito (SP)
15:30 / 16:00 - Importância dos projetos especiais -
- Facilitadora: Elza Maria Alves Costeira (RJ)
- Facilitador: Lucio Flavio de Magalhães Brito (SP)
16:00 / 16:30 - Importância do projeto de estrutura de equipamentos médicos - Facilitador: Márcio José Oliveira Do Vale (RJ)
16:30 / 17:00 - Importância dos processos de gestão das tecnologias - Facilitador: Ricardo Alcoforado Maranhão Sá (GO)
17:00 / 17:30 - Requisitos de qualidade em equipamentos de infraestrutura - Facilitador: Lucio Flavio de Magalhães Brito (SP)
17:30 / 18:00 - Requisitos de qualidade em equipamentos médico assistenciais - Facilitador: Ricardo Alcoforado Maranhão Sá (GO)

Dia 15 de setembro de 2022 - 14h as 18h
Certificado com Carga horária = 4 horas

Coordenadora: Márcia Amaral Dal Sasso (DF)

Ementa: O curso abordará o modelo de gestão da qualidade e segurança do paciente da rede Ebserh, considerando as etapas de construção e as estratégias de implantação nas diferentes realidades dos hospitais, destacando a construção dos documentos do Programa de Gestão da Qualidade, a estruturação do processo de avaliação, os impactos dos ciclos de melhoria, assim como experiências exitosas dos Hospitais Universitários Federais. Serão também apresentadas as potencialidades e os desafios observados no conjunto de 40 hospitais, com o objetivo de instrumentalizar outras instituições a utilizarem o modelo da rede Ebserh.

Público-alvo: profissionais da área de saúde, lideranças, gestores, professores, estudantes de graduação e pós-graduação, sociedade em geral.

Conteúdo programático
Abertura (5min) - Facilitador: Representantes sede e hospitais
● Apresentação dos objetivos e do roteiro do curso

O Programa Ebserh de Gestão da Qualidade (PGQuali) e o Selo Ebserh de Qualidade (SEQuali) (1h30) - Facilitadora: Márcia Dal Sasso
● O passo a passo para implantação de um Programa de Gestão da Qualidade, a partir da experiência da Rede Ebserh
● Alinhamento do Programa de Gestão da Qualidade com o Programa Nacional de Segurança do Paciente
● É possível implantar qualidade em diferentes realidades: o caso da Rede Ebserh

Intervalo (15min)

A execução do PGQuali nos Hospitais da Rede Ebserh (2h) - Facilitadoras: Gabriela de Oliveira, Ana Paula Hermann,
Tatiane Nascimento e Sirlei Marques
● Estrutura para ações de Segurança do Paciente, Avaliação Interna e Ciclos de Melhoria da Qualidade: orientações do Serviço de Gestão da Qualidade
● O dia a dia da Unidade de Segurança do Paciente do CHC-UFPR
● A operacionalização da Avaliação Interna da Qualidade conforme a experiência do HC-UFMG
● Os ciclos de melhoria da qualidade desenvolvidos no HU-UFMA

Encerramento (10min) - Facilitador: Representantes sede e hospitais
● Principais dúvidas

Referências:
● Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). Manual de Diretrizes e Requisitos do Programa e Selo Ebserh de Qualidade. Versão 3. No prelo.
● Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). Norma de Avaliação e Controle de Documentos da Qualidade. Versão 3.
● Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). Guia de Avaliação do Selo Ebserh de Qualidade. Versão 2. No prelo.
● Brasil. Ministério da Saúde. Documento de referência para o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Brasília/DF: Ministério da Saúde, 2014

• Curso 9
14:00-18:00 CURSO: 9- IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMA EBSERH DE GESTÃO DA QUALIDADE: ESTRATÉGIA INOVADORA EM UMA REDE DE HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS FEDERAIS 
- Coordenadora: Marcia Amaral Dal Sasso (DF)
14:00 / 14:05 - Abertura -
14:05 / 15:35 - O Programa Ebserh de Gestão da Qualidade (PGQuali) e o Selo Ebserh de Qualidade (SEQuali) - Facilitadora: Marcia Amaral Dal Sasso (DF)
15:35 / 15:50 - Intervalo -
15:50 / 17:50 - A execução do PGQuali nos Hospitais da Rede Ebserh -
- Facilitadora: Gabriela de Oliveira Silva (DF)
- Facilitadora: Ana Paula Hermann (Brasil)
- Facilitadora: Tatiane Nascimento (MG)
- Facilitadora: Sirlei Marques (Brasil)
17:50 / 18:00 - Encerramento -

Dia 15 de setembro de 2022 - 8h as 18h
Certificado com Carga horária = 8 horas

Coordenadoras: Roseli Calil (SP) e Aline Hennemann (RS)

Ementa:
O curso terá um olhar integral à criança desde o momento do nascimento até a alta hospitalar, abordando de forma global a segurança do paciente em todos os momentos, independente dos desfechos durante o processo de internação.

Conteúdo programático:
Abertura (30min)

Desafios da cultura de segurança em pacientes (30min) - Facilitadora: Maria Auxiliadora Gomes

Protocolos básicos de segurança do paciente em neonatologia/pediatria. (45min) - Facilitadora: Aline Hennemann

Intervalo (15min)

Nascimento Seguro (1hr) - Facilitadora: Roseli Calil

11h:00 – 12h:30: Comunicação Efetiva: mais do que uma retórica, uma necessidade (1hr30min) - Facilitador: Wagner Galetti Valença

Intervalo de almoço (1hr)

Quedas do paciente e discussão caso clínico (1hr) - Facilitadora: Priscila Amaral

Segurança no uso de medicamentos e nutrição parenteral (1hr15min) - Facilitadores: Fábio de Araújo Motta e Marinei Ricieri

Intervalo (15min)

Monitoramento de eventos adversos e notificações de erros na assistência (1hr) - Facilitadora:
Audrey Rippel

Educação para a alta um trabalho que deve ser feito em equipe desde o momento da internação (1hr) - Facilitadora:
Roseli Calil

• Curso 10
08:00-18:00 CURSO: 10- CURSO DE SEGURANÇA DO PACIENTE EM NEONATOLOGIA E PEDIATRIA DA TEORIA À PRÁTICA 
- Coordenadora: Roseli Calil (SP)
- Coordenadora: Aline Hennemann (RS)
08:00 / 08:30 - Abertura -
08:30 / 09:00 - Desafios da cultura de segurança em pacientes - Facilitadora: Maria Auxiliadora Gomes (Brasil)
09:00 / 09:45 - Protocolos básicos de segurança do paciente em neonatologia/pediatria - Facilitadora: Aline Hennemann (RS)
09:45 / 10:00 - Intervalo -
10:00 / 11:00 - Nascimento Seguro - Facilitadora: Roseli Calil (SP)
11:00 / 12:30 - Comunicação Efetiva: mais do que uma retórica, uma necessidade - Facilitador: Wagner Galetti Valença (Brasil)
12:30 / 13:30 - Intervalo de almoço -
13:30 / 14:30 - Quedas do paciente e discussão caso clínico - Facilitadora: Priscila Coelho Amaral (RS)
14:30 / 15:45 - Segurança no uso de medicamentos e nutrição parenteral -
- Facilitador: Fabio Araujo Motta (PR)
- Facilitadora: Marinei Ricieri (Brasil)
15:45 / 16:00 - Intervalo -
16:00 / 17:00 - Monitoramento de eventos adversos e notificações de erros na assistência - Facilitadora: Audrey Rippel (SP)
17:00 / 18:00 - Educação para a alta um trabalho que deve ser feito em equipe desde o momento da internação - Facilitadora: Roseli Calil (SP)

Fique atento às
datas principais


Comissões

Comissões Científica e Organizadora compostas por lideranças da área.

SAIBA MAIS

Trabalhos Científicos

Confira as regras para submissão de trabalhos.

SAIBA MAIS

Programação Científica

Programação completa das palestras e cursos disponíveis.

SAIBA MAIS